MENU
ENTRE
Encontre sua VAGA!

Blog

Profissional de RH da cidade dá valiosas dicas sobre como fazer um bom currículo

terça, 09 de novembro de 2021

Dando continuidade ao nosso Blog do Emprega Aguaí, em nossa segunda entrevista, trazemos a convidada Bruna Bellini, que atua hoje na área de RH da renomada empresa Pastoriza, aqui de nossa cidade.

Aproveite todas as dicas que a Bruna vai nos passar, aplique imediatamente em seu currículo, para assim aumentar suas chances!

Confira a entrevista:

Emprega Aguaí - Com que idade começou sua carreira profissional? Como é trabalhar no setor de RH de uma empresa conceituada?

Bruna Bellini - Meu primeiro emprego formal foi em uma loja de produtos agropecuários, eu tinha mais ou menos 16 anos e trabalhava no caixa. O início da carreira em RH veio bem mais tarde - somente após ter concluído o mestrado, e foi em uma empresa multinacional. Já tive oportunidade de atuar em empresas de vários portes, e o que as diferencia, de modo geral, são a cultura e a forma de trabalho. Geralmente nas empresas menores, o RH acaba tendo uma atuação mais generalista, absorvendo atividades de recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento, cargos e salários, benefícios, departamento pessoal. Nas maiores – em função da própria demanda e quantidade de funcionários, notamos um RH mais especialista, mais direcionado para áreas específicas. 

 

Emprega Aguaí - Quais os erros que você mais observa nos currículos que chegam para você analisar? Tem alguma dica para esses casos? E qual a dica mais importante que você daria para quem for fazer o seu currículo? Tem algum campo que o RH olha com mais atenção?

Bruna Bellini - A primeira coisa que devemos pensar é: qual o objetivo de um curriculo? Para que as pessoas fazem currículos?

O objetivo do currículo é mostrar suas habilidades e competências profissionais. Além disso, chamar a atenção do recrutador/entrevistador para as atividades que você já exerceu em outras funções e empresas. Deve então, trazer um apanhado histórico (resumido) das experiências profissionais, a fim de permitir identificar se o candidato tem as atribuições que estão sendo buscadas para a vaga. Em função disso, o documento deve ser constantemente revisto e atualizado.

Os erros mais observados têm a ver com a presença de informações desnecessárias e ausência de informações fundamentais. Principais problemas:

  • Informações desnecessárias (ex: número de documentos, filiação, assinatura, anexos como: antecedentes criminais, certificados).

  • Informações desatualizadas (telefone e e-mail, experiências desatualizadas – ex: último emprego).
     
  • Erros de português.

    Mentir (habilidades, competências, tempo trabalhado).

  • Currículos longos ou curtos demais. Ideal é que se limite a duas páginas NO MÁXIMO.

  • Ausência de informações essenciais – por ex: formação escolar / acadêmica; período q trabalhou em cada empresa (início / término).


    Devo colocar experiências curtas no currículo? Faça uma breve reflexão: Se você ficou um período muito curto em uma atividade e ela não foi relevante para a sua carreira, não é necessário citá-la no seu currículo. Mas, ao contrário, se a experiência- mesmo que breve, for relacionada à área ou vaga que você almeja, bem como, se foi um trabalho relevante ou de impacto para sua carreira, então vale sim a pena incluir!

    Os empregos sazonais (temporários, por safra ou por prazo determinado) são hoje uma realidade – e essa experiência não precisa ser desprezada. É um tabu dizer que somente os registros de longa data devem ser mencionados. Em muitos cenários, essa “estabilidade” pode ser interpretada como manter-se numa zona de conforto, sem exposição a novos desafios, conhecimentos, aprendizados.

Quantas experiências deve-se colocar? De modo geral, aquelas que estão relacionadas à vaga que você está se candidatando. Exceção: quando o profissional está em transição de carreira: pode focar nas experiências / habilidades que tenham a ver com a área nova que está pleiteando.

Objetivo profissional: Coloque suas áreas de interesse. EVITE: “qualquer vaga disponível” / “fazer parte dessa ilustre empresa” – e similares.

Temas “polêmicos” ou “controversos”: foto, idade, filhos, estado civil – tudo que pode levar a condutas discriminatórias.

Pode-se colocar no Currículo experiências sem registro? Pode, isso fez parte de sua trajetória profissional e incrementa suas habilidades e competências, portanto não deve ser desprezado. Algumas empresas pedem a carteira para verificar se as informações prestadas no Currículo são verídicas. Você vai explicar na entrevista que aquele período trabalhado foi sem registro.

 

Emprega Aguaí - O que você acha dos currículos digitais?

Bruna Bellini - Os currículos digitais permitem muitas possibilidades, diferentemente do currículo impresso. Têm um alcance infinitamente maior, para além dos limites geográficos e otimizam o processo de triagem.  Nas plataformas especializadas geralmente há campos de preenchimento predefinidos, o que permite padronizar a aquisição das informações, de modo que conste o essencial, e nada falte, nem fique sobrando. O ideal é que viabilize, após preenchimento, gerar o documento eletrônico.

Uma nova tendência são os vídeo currículos. Utilizado principalmente por empresas de tecnologia,  criatividade e inovação, e pelas modernas startups, o vídeo currículo é uma forma de apresentar as qualificações pessoais e profissionais por meio de um vídeo rápido e objetivo. Vantagens sobre o currículo impresso / digital: permite inferir habilidades como facilidade de comunicação e síntese, originalidade, carisma.

 

Emprega Aguaí - Qual dica você dá ou conselho aos jovens em busca do primeiro ou de uma evolução na carreira profissional? E, uma dica para quem ainda não tem uma experiência profissional e quer fazer um bom currículo?

Bruna Bellini - Foque nas suas habilidades e competências – não se limite ao universo profissional. Ex: habilidades de comunicação, habilidades em tecnologia, cursos presenciais ou online, participação em trabalhos voluntários (ONGs, escolas, igrejas), teatro, equipes de esportes, experiências de trabalho não formais, destaque em alguma área ou matéria, ter cursado matérias extras ou optativas, ter ganhado prêmios ou ser reconhecido por alguma conquista. Todas essas iniciativas demonstram que você se empenhou, trabalhou em equipe, buscou uma solução para algum desafio.

Informações sobre cursos complementares que você tenha feito, contendo nome do curso, data e um pequeno resumo vão muito bem. Fez um curso rápido de informática? Vale colocar. Estudou algum idioma? Mesmo que seu conhecimento esteja no nível básico, ele pode contar pontos. Cursos online ou à distância também são válidos.

Coloque sua escolaridade de forma correta e atualizada. Isso significa especificar o nome da sua instituição de ensino, o curso que você faz, o ano ou semestre que está cursando e o total de anos ou semestres do curso.

Mencionar hobbies, por ex, pode permitir que o entrevistador tenha ideia de quais são seus interesses. Pode fazer uma pequena apresentação, contando um pouco de você e quais seus planos, sonhos, objetivos de vida, de forma a despertar o interesse do recrutador em te entrevistar. Mostre o que você tem de bom, o que sabe fazer bem, o que gosta, com o que se identifica. Quando você coloca essas informações de forma clara e objetiva, demonstrando as habilidades que desenvolveu, certamente seu currículo se torna mais interessante, pois mostra o seu potencial.

E, na hora de confeccionar o Currículo, lembrar do que já foi mencionado acima.

 

Emprega Aguaí – Deixe sua mensagem a todos que querem elaborar um bom currículo:

Bruna Bellini - A elaboração de um BOM currículo exige um mínimo de dedicação. O que eu recomendo: tenha sempre uma “cola” / arquivo onde você coloque todas as experiências (formais ou não) que já teve – e o que você fazia em cada uma delas, mantenha essas informações atualizadas? e vai adaptando seu currículo de acordo com a vaga à qual vai se candidatar. Isso vai ajudar inclusive na hora da entrevista, quando o recrutador perguntar, por ex, o que você fazia naquela determinada função.

Outras dicas ou contato, acesse o meu perfil profissional: https://www.linkedin.com/in/bruna-bellini-2a946914.

 

Comente e participe:


 

Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado
Link Patrocinado